fbpx

Saiba Como Importar Aço e Maximizar Seus Lucros

As vantagens de se importar aço no Brasil e os benefícios de utilizar a sistemática de importação por Alagoas.
Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Sumário

Você sabia que o aumento do preço do aço no Brasil facilitou a possibilidade de importação do material?

Pois é, tornou-se muito mais vantajoso importar aço do exterior do que comprar em território nacional.

Com a disparada de preços, o cenário ficou difícil para as indústrias brasileiras consumidoras de aço, pois estima-se que o preço médio do produto suba em média 25% em comparação ao último trimestre de 2020.

Dessa forma, os distribuidores desse material consideram que o preço nacional já está próximo ao nível em que a importação começa a fazer sentido econômico, mesmo com o preço atual do dólar.

Com base nisso, sabemos que os tributos em cima desses materiais importados são altíssimos e que os tributos impactarão o bolso do consumidor final, além disso, sabemos do apreço do consumidor por produtos de qualidade e com baixo preço.

Portanto, já imaginou conseguir o feito de comprar aço de boa qualidade e por um preço mais vantajoso, além de conseguir repassá-lo para o adquirente da mercadoria por um preço mais acessível que o dos concorrentes?

Sim, isso é possível! E nós vamos te explicar como realizar esse ato que vai maximizar seus lucros e garantir a satisfação do seu cliente.

RELACIONADAS:

Aço Brasileiro Cada Vez Mais Caro

A CSN (Companhia Siderúrgica Nacional), maior companhia siderúrgica brasileira, recentemente, afirmou que espera que o preço médio do aço suba em 25% em comparação ao último trimestre de 2020. 

O setor siderúrgico nacional vem sofrendo bastante críticas em relação ao constante aumento de preços.

Segundo o presidente do Instituto Nacional dos Distribuidores de Aço (INDA), entidade que representa o segmento, Carlos Loureiro, esses novos aumentos serão difíceis de serem implementados pelas usinas siderúrgicas.

Afinal, o patamar atual já está próximo de incentivar uma importação mais expressiva de aço no país.

O INDA forneceu dados que demonstram que as importações de aço plano pelos distribuidores subiram 75% em janeiro (2021) sobre dezembro (2020) e cerca de 52% sobre janeiro do ano passado.

Entretanto, mesmo com o aumento significativo do preço do aço que é vendido internamente, as demandas internas para as siderúrgicas ainda são significativas em alguns setores, como por exemplo, veículos, máquinas e equipamentos.

O que significa que a tendência é que os preços permaneçam altos aqui no Brasil, ou pior, há a possibilidade de subir ainda mais, pois ainda há uma demanda significativa, inclusive, em apenas 32 dias deste ano,  o preço do aço produzido pela Usiminas subiu 32%. 

Ministro do STF suspende alíquota zero para importação de armas
[Publicidade]

Portanto, não restam dúvidas de que é muito mais vantajoso importar aço, pois, você acaba adquirindo um produto de qualidade por um preço mais acessível.

Mesmo com os custos de transporte, o valor final do aço sai mais barato quando importado do que quando comprado no Brasil, e é isso que vamos demonstrar no decorrer do texto.

Por que importar?

Mesmo com tantos encargos tributários, a dinâmica do mercado internacional é muito produtiva, o que faz com que ofereçam preços reduzidos e altamente atrativos.

Além disso, o mercado internacional te proporciona uma vasta lista de empresas disponíveis que possuem elevada capacidade produtiva e um grande diferencial tecnológico em suas produções.

O resultado disso não é outro: você  adquire mercadorias que possuem preços e qualidade diferenciados, e a partir disso agrega valor e eleva a competitividade de seus negócios.

O preço do aço importado da China já chegou a ser 20% mais barato do que o aço comprado em território nacional.

Com esses produtos de alta qualidade e preços competitivos a imagem da sua empresa ganhará um ar dinâmico e competente. Viu só? Até o marketing da sua empresa sai ganhando com isso.

Ademais, imagine conseguir adquirir mercadoria de alta qualidade e conseguir importá-la por uma sistemática que fará você economizar ainda mais?

Isso é possível com a sistemática de importação por Alagoas, a qual nós o convidamos para conhecer no decorrer do texto.

Sistemática de Importação por Alagoas

Em 2003, a Lei Estadual nº 6.410/2003, regulamentada pelo Decreto 1.738/2003, foi publicada em Alagoas.

O conteúdo dessa lei versava sobre a adoção de uma sistemática de importação própria, que viria a sanar dívidas do Estado com os servidores públicos, além de favorecer a vinda de empresas para Alagoas.

Vejamos, é sabido que o Estado possui dívidas com os servidores públicos, e essas dívidas são recorrentes de processos judiciais, os Precatórios.

Dessa forma ocorre o seguinte: As importadoras assumem a dívida que o Estado possui com o servidor, podendo negociar diretamente com eles e ficar com um crédito perante o Estado , o que chamamos de Cessão de Crédito.

Essa prática é muito vantajosa para a empresa importadora, pois, ao negociar diretamente com o servidor, eles podem acordar entre si um valor X do montante da dívida, e o importador continuar com o crédito integral perante o Estado.

Vamos exemplificar:

A importadora adquire de um servidor, que tem um crédito junto ao Estado de Alagoas de R$100.000,00 (cem mil reais), e ao negociar com o servidor público, este aceita receber R$ 40.000,00 (Quarenta mil reais)  a R$ 50.000,00 (cinquenta mil reais) do que lhe é devido.

A importadora vai desembolsar só R$40.000,00 (quarenta mil reais) até R$ 50.000,00 (cinquenta mil reais)  para repassar para o servidor público e continuará com R$ 100.000,00 (cem mil reais) de crédito perante o Estado.

A vantagem complementar é que esse crédito é utilizado para quitar o ICMS devido na nota de saída interestadual, onde geralmente o ICMS é de 4% (quatro por cento), o que maximiza muito  mais os ganhos. Explicaremos isso mais adiante.

Uma forma segura, simples e econômica de importar, onde todos saem ganhando: o Estado que terá a dívida paga em face do servidor, o servidor que recebeu o que lhe foi devido de forma mais célere e o importador que estará comprando um crédito com um considerável desconto.

Mais Vantagens da Sistemática Alagoana

Como falamos acima, na Sistemática de Importação por Alagoas, o recolhimento do ICMS não é feito na operação de Entrada da mercadoria no País.

Isso só ocorre na Saída da mesma para outro destinatário a uma alíquota de 4% ou 12%, ou seja, o recolhimento é diferido (adiado).

Em outras palavras, a importadora não irá desembolsar quantia alguma no momento da importação, apenas na venda ou transferência interestadual.

Além disso, que tal investir o dinheiro em seu próprio crescimento enquanto ainda não precisa pagar o Estado? Com a Sistemática de importação por Alagoas isso é possível!

Além dessa grande vantagem, podemos observar outra vantagem nessa sistemática: O desembaraço pode ser feito em qualquer porto ou aeroporto do país.

Isso ocorre porque para a quitação com créditos judiciais ou precatórios ser autorizada, não se faz necessário que a mercadoria transite em Alagoas.

Importante frisar que todo esse procedimento possui previsão legal. Tem base no art. 170 do Código Tributário Nacional, que trata sobre uma modalidade de extinção do crédito tributário, tratando-se da compensação.

Além disso, tem previsão na Constituição Federal, art. 100, §13, o qual expressa que o credor pode ceder seus créditos em precatórios a terceiros.

Com tudo que foi exposto acima, não restam dúvidas a respeito das vantagens de se importar aço do exterior, devido aos números altíssimos em relação às compras oriundas de siderúrgicas nacionais.

Não esquecendo de fazer isso pela Sistemática de importação por Alagoas, para dessa forma obter uma real e significativa vantagem econômica em cima dos concorrentes.

Parece até um sonho conseguir importar essa mercadoria de uma forma segura, legal, prática e econômica, mas tudo isso é possível com a Sistemática Alagoana.

A Sistemática de importação por Alagoas existe há quase 20 anos e até hoje foi benéfica para os importadores que passam a ter um diferencial competitivo frente aos concorrentes, além de beneficiar os servidores e o próprio Estado.

Com a importação de aço do exterior (mais barato) e a utilização da sistemática, o valor final da mercadoria será reduzido, o que consequentemente aumenta o seu leque de clientes e vendas, além de aumentar seu lucro.

Entretanto, para que sua empresa desfrute das vantagens em questão é importante que uma assessoria esteja à disposição, que possua responsabilidade e planejamento, para instruí-lo às melhores opções de fornecedores e nacionalizar a carga, escapando do peso do ICMS e da variação cambial.

A XPOENTS tem em seu currículo um trabalho de 17 anos com a Sistemática de importação por Alagoas, beneficiando inúmeros clientes que optaram pela mesma e se beneficiam diariamente com isso.

Portanto, não perca tempo, procure uma consultoria justa e que mostre exatamente como a adoção da Sistemática pode auxiliar sua empresa, em específico.

Restaram dúvidas? Nós estamos aguardando seu contato para responder a todas as suas perguntas. Envie-nos um e-mail para contato@xpoents.com.br ou entre em contato através de nosso número: +55 82 3025.2408.

LEIA TAMBÉM:

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn

LEIA TAMBÉM:

Fale com um de nossos consultores

Descubra como possuimos uma solução completa para a Gestão Tributária da sua empresa!

Sobre Cícero Costa
Cícero Costa é advogado tributarista, professor de direito tributário, especialista em direito tributário pelo Instituto Brasileiro de Estudos Tributários, com MBA em negociação e tributação internacional e palestrante. Sua atuação prática em mais de 15 anos de experiência fizeram de Cícero um dos maiores especialistas em precatórios e importação em Alagoas.
Descubra como reduzir seus custos na importação de forma 100% segura
Acesse agora nosso e-book e obtenha uma vantagem competitiva em meio aos seus concorrentes.
E-book grátis