fbpx

Governo Brasileiro na Rússia Espera Fortalecer Parcerias no Comércio Exterior

O país euroasiático é estratégico para o fornecimento de fertilizantes à agricultura do país e foi um dos países que mais apresentou crescimento nas relações com o Brasil em 2021.
Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

O agro brasileiro foi o tema central das conversas entre os presidentes Jair Bolsonaro, do Brasil, e Vladimir Putin, da Rússia. O setor produtivo agrícola do país tem interesse na importação de insumos como fertilizantes, área em que o Brasil é deficitário. Ao mesmo tempo, o mercado russo é hoje um destino relevante do frango nacional, e já foi o principal destino da carne suína brasileira.

O presidente da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), Ricardo Santin, está na comitiva que acompanha a missão diplomática à Rússia. Na viagem, ele participou do Fórum dos Conselhos de Empresários da Rússia e do Brasil, onde defendeu o reforço do papel brasileiro na segurança alimentar das nações parceiras.

A Rússia enfrenta problemas sanitários relacionados à Peste Suína Africana (PSA) e, recentemente, abriu uma cota de importação de carne suína de 100 mil toneladas, a qual estará disponível até julho deste ano. A expectativa é que o Brasil abocanhe a maior fatia deste montante, o que seria decisivo para reduzir a oferta interna da proteína suína, cuja tendência é de redução dos volumes embarcados para a China, hoje o principal cliente do país.

Em relação aos fertilizantes, área de interesse do Brasil, o nitrato de amônio tem sua importação quase total da Rússia. No agro do país, é aplicado principalmente em lavouras de café e cana-de-açúcar. A preocupação do setor produtivo é na recente bloqueio de exportação desse insumo pelos russos, que visa atender a demanda doméstica do país euroasiático. O Brasil também importa da Rússia um volume de adubos nitrogenados próximos a 21%, os quais são essenciais para várias culturas.

Segundo informações divulgadas à imprensa por representantes do agro que integram a comitiva que compõe a missão diplomática, o momento ruidoso e a crise com a Ucrânia não impedirá que Brasil e Moscou ampliem suas relações comerciais. Além dos interesses do agronegócio, a Rússia ocupa a sexta posição no ranking das nações que mais exportam bens para o Brasil.

Devemos lembrar que no ranking das importações brasilerios tivemos a Rússia com 2,6% de participação, valor das operações em 5,7 bilhões de dólares e variação de 107,5%, sendo a maior variação do ranking.

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn

LEIA TAMBÉM:

Importação de Fertilizantes sobe 81%
Importação de Fertilizantes Sobe 81% em Abril

Associação alega que foram compras de importação de fertilizantes feitas antes do conflito na Ucrânia. O Brasil importou em abril 3,24 milhões de toneladas de fertilizantes, o que representa um aumento de 81,5% sobre o volume registrado no mesmo mês de 2021.

Leia mais »
Fale com um de nossos consultores

Descubra como possuimos uma solução completa para a Gestão Tributária da sua empresa!

Sobre Cícero Costa
Cícero Costa é advogado tributarista, professor de direito tributário, especialista em direito tributário pelo Instituto Brasileiro de Estudos Tributários, com MBA em negociação e tributação internacional e palestrante. Sua atuação prática em mais de 15 anos de experiência fizeram de Cícero um dos maiores especialistas em precatórios e importação em Alagoas.
Descubra como reduzir seus custos na importação de forma 100% segura
Acesse agora nosso e-book e obtenha uma vantagem competitiva em meio aos seus concorrentes.
E-book grátis