fbpx

Como ter uma Melhor Margem de Lucro nas Importações?

Saiba como você pode ter uma melhor margem de lucro nas suas operações de importação e tenha um diferencial competitivo.
Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Sumário

Revender produtos importados nos dias atuais se tornou tendência,  e para ter sucesso nas vendas, é de suma importância que você saiba como obter uma melhor margem de  lucro.

Esse fator envolve vários outros que se relacionam com cada produto, podendo influenciar nos seus rendimentos com as operações de importação.

Isso acarreta melhores lucros por oferecer produtos com preços mais atrativos.

E o objetivo desse texto é exatamente trazer para você os melhores meios e mecanismos de obter uma boa margem de lucro nas vendas.

Mas antes de tudo, para compreender o assunto, vamos traçar uma linha do tempo, onde o importador irá saber como analisar e ver os resultados da sua margem de lucro. 

O que é Importação?

A importação consiste em comprar mercadorias que são originadas em outro país. Ou seja, os produtos são fabricados em outro país e comprados por pessoas físicas ou jurídicas localizadas no Brasil, por exemplo.

Quando uma empresa decide importar produtos, deverá seguir uma série de requisitos para que suas mercadorias sejam liberadas a entrar e sair de um país para outro.

Cada operação exige etapas que são um pouco complexas, devendo ser observado:

  • A Incidência dos impostos;
  • O tipo de frete escolhido;
  • O seguro da carga;
  • As especificações das mercadorias;
  • Câmbio;
  • Custos Operacionais;
  • Despacho Aduaneiro;
  • Frete Internacional;
  • Armazenagem  serviços acessórios;
  • Transporte Interno.

Esses processos geram bastante dúvidas aos que são novos na área de importação, por esta razão, se você quer se aprofundar melhor no assunto, clique aqui.

Margem de lucro

Como é o procedimento da importação?

Para ter uma boa realização em suas operações, é de suma relevância conhecer de forma ampla o processo da importação.

Em termos legais, a mercadoria só é considerada importada após sua internalização no país.

Mas, isso ocorre por meio da etapa de desembaraço aduaneiro e do recolhimento dos tributos que são exigidos por lei.

O processo de importação é dividido em três fases, a administrativa, a fiscal e a cambial.

  • Na fase administrativa, os órgãos de governo exigem de forma prévia a efetivação da importação. Ou seja, trata-se de um licenciamento das importações;
  • Já na fase fiscal, é a etapa do despacho de importação, que é realizado por meio de uma verificação exata dos dados declarados pelo importador, como as mercadorias, os documentos, a vista ao desembaraço aduaneiro;
  • Na fase cambial, é realizada a compra de moeda estrangeira, a qual é destinada ao pagamento das importações, quando for necessário.

Válido ressaltar, que o importador deve estar devidamente habilitado no Ambiente de Registro e Rastreamento da Atuação dos Intervenientes Aduaneiros (RADAR) da Receita Federal.

Além disso, deve ainda, contar um despachante aduaneiro, que é um profissional registrado no Siscomex, que acompanhe devidamente o processo legal de importação.

Como lucrar com a importação?

Para ter um destaque no comércio exterior, obtendo lucros significativos, é necessário trabalhar com fornecedores de confiança.

Porque muitas empresas atacadistas dizem garantir um melhor preço do produto, como também uma boa qualidade, mas nem todas falam a verdade, e é aí que você precisa analisar bem essas empresas.

Por isso, para analisar se os fornecedores são de confiança, você deve observar algumas coisas, como:

  • Pesquisar o histórico de avaliação dos fornecedores;
  • Fazer uma comparação do prazo de entrega, para saber os prazo são respeitados;
  • Verificar se existem dados para contato, no caso de eventuais problemas;
  • Iniciar com pedidos pequenos, para fazer essa análise;
  • Exigir código de rastreio para acompanhar o pedido.

Ademais, além de escolher um bom fornecedor, é importante ver qual é a melhor plataforma de vendas para o seu tipo de produto. Sendo esse um fator importante, em conjunto com uma boa divulgação.

Margem de lucro

O importador, ainda, deverá ser bastante estratégico com os preços de revenda.

Pois, para importar, você deve levar em consideração os custos que seu negócio demanda. Fazendo então uma lista com todas as despesas que precisará arcar.

Sendo assim, algumas dessas demandas podem ser:

  • Gastos com a empresa;
  • Salário dos colaboradores;
  • Valor de cada item importado;
  • Custo com as taxas aduaneiras;
  • Fundo de emergência.

Em cima dessas despesas, o importador deverá definir sua margem de lucro. Mas com muito cuidado, na hora de colocar o preço dos produtos.

Visto que muitos importadores são ousados demais nos preços e esquecem que isso não pode ser muito atrativo para os clientes.

Como é feita a Formação de Preço?

A análise da formação do processo de preço é feita pelo empreendedor, o qual irá definir o valor que será cobrado por cada produto ou serviço que a empresa fornece.

Antes de mais nada, para que o negócio venha a gerar lucro, é necessário contabilizar detalhadamente de forma prévia, todos os custos . Para assim definir o preço da mercadoria.

Levando em conta todas as despesas, como os custos fixos e variáveis, para oferecer um valor que cubra as despesas e consequentemente traga lucro para a empresa.

Margem de lucro

Qual a diferença entre: Margem de Lucro Bruto e Líquida?

Um dos principais pontos da importância da margem de lucro é identificar como uma melhor análise dos seus lucros líquidos.

Mas o que é lucro?  Bom, a maior diferença é entre os ganhos com as vendas e os custos do negócio, o qual pode se dar de maneira bruta ou líquida.

A margem do lucro bruta é o fator responsável para avaliar a rentabilidade da sua empresa. Ou seja, é para identificar se a empresa está gerando lucro ou prejuízos para os investidores.

É basicamente o que “sobrou” após os gastos com a matéria-prima, mão de obra e tudo que engloba a produção.

Exemplificando, se um produto é vendido por R$100,00 →  essa é a receita total, mas se o custo da produção foi de R$80,00 → seu lucro será de R$20,00.

Desse modo, basta dividir os R$20,00 pela receita total de R$100,00 e multiplicar o resultado por 100 e assim encontrará a porcentagem do lucro bruta, que é 20%. 

Já a margem do lucro líquida é a porcentagem que determina o percentual econômico e financeiro da empresa. Ou seja, demonstra os resultados de lucro obtido, mesmo com os  tributos e despesas fixas e variáveis.

Para calcular a margem de lucro líquida, é necessário descontar os seguintes custos:

  • Os custos da produção do produto (matéria-prima, mão de obra, etc);
  • Despesas fixas (aluguel, IPTU, salário dos funcionários, contas de luz e água, etc);
  • Despesas variáveis ( vendas, multas, acidentes na produção, impostos, frete, despacho aduaneiro, etc).

Na margem de lucro líquida é para você realmente saber quando está lucrando com a empresa, e não apenas com cada produto.

Vamos exemplificar, se você teve um lucro de R$20 mil no mês e sua despesa total foi de R$10 mil, calculando todas as despesas mencionadas acima, então seu lucro será de R$10 mil. 

O que são Custos Fixos de uma Empresa?

Custo fixo é aquele que independente de qualquer outro, não perderá sua essência. Ou seja, sempre se mantém, mesmo que a empresa venda muito ou pouco, os gastos fixos irão incidir.

São alguns exemplos de custos fixos, a conta de água, o aluguel, materiais de limpeza, salários dos empregados e etc.

Esses custos, apenas sofrerão alterações no valor. Mas de forma geral, eles sempre estarão presentes mensalmente.

Margem de lucro

O que são Custos Variáveis de uma Empresa?

Os custos variáveis são os que sofrem constantemente mudanças, o qual decorre das oscilações na produção.

São exemplos de custos variáveis as despesas com a matéria-prima, fretes, mão de obra, como também os gastos com energia e água, que podem ser caracterizados como custos fixos e variáveis. 

Mas como identificar os custos fixos e variáveis ? a maneira mais eficaz é detalhar todos os gastos em uma planilha, pois assim você saberá o que entra e o que sai com constância da sua empresa.

No mais, é válido sempre ter em mente que os custos fixos estarão presentes todo mês.

Sendo assim, com os valores obtidos de cada mês, será possível identificar as oscilações que os custos apresentam.

O que será mais fácil economizar e ter recursos para investir em melhorias. De modo que você consiga entender os resultados financeiros da empresa.

É de suma importância que a empresa tenha uma conta corrente para não ter alterações nos balanços e balancetes.

Ademais, nós temos uma solução para você controlar os custos fixos e variáveis da sua empresa, sendo elas:

  • Administração dos custos constantemente → sabemos que o diferencial de uma empresa é ter um bom gerenciamento, ainda mais em relação aos custos, que requer muita disciplina. Para isso, é necessário registrar todas as saídas e entradas do caixa. O que te possibilita a cumprir metas e fazer estratégias para diminuir os gastos; 
  • Atenção aos impostos → conseguindo controlar os custos fixos e variáveis, você já estará por dentro dos impostos e tributos que deverão ser pagos. O que torna sua empresa mais segura em não fica em débito com o governo;
  • Tenha um bom planejamento financeiro → Acima de tudo, ter um planejamento financeiro é uma prática que possibilita ao sucesso das finanças. Por isso, crie um hábito de cuidado a mais nas contas.

Com todas essas dicas, ficou mais fácil de compreender e solucionar os custos, tanto os fixos como os variáveis.

O que acarreta uma melhor autonomia e confiança nas operações de importação.

Mas, para ainda mais isso, é de suma relevância que o importador adote um Benefício Fiscal.

Se você não sabe o que seria um e como ele pode te beneficiar, vamos te ajudar agora!

Como um Benefício Fiscal pode Melhorar a Margem de Lucro?

Partindo do pressuposto que a margem de lucro tem vários fatores por trás, sendo um deles o alto custo da carga tributária, o Benefício Fiscal te ajuda a diminuir justamente isso, possibilitando um menor custo nas suas operações.

Sendo assim, um Benefício que é seguro e vantajoso é o do Estado de Alagoas, o qual reduz até 20% dos custos total da operação, o que consequentemente representa um total de 90% dos custos com ICMS.

Essa redução é mais do que significativa, é simplesmente atrativa aos olhos de quem sofre muito com os custos com o ICMS.

E isso além de diminuir os custos das operações, faz com que a empresa tenha um grande diferencial competitivo frente aos concorrentes.

Margem de lucro

O Benefício de Alagoas é vantajoso por possuir uma norma jurídica que nos traz a possibilidade de compensar os créditos judiciais com ICMS.

Essa operação tem a participação das empresas importadoras, dos servidores que são credores do Estado, da Secretaria da Fazenda e da Procuradoria Geral do Estado.

Se você deseja saber mais sobre o Benefício Fiscal de Alagoas, clique aqui.

Por fim, se você ficou interessado em adotar o Benefício Fiscal de Alagoas e quer garantir segurança jurídica, entre em contato conosco. Nós da XPOENTS estamos ansiosos para responder todas as suas dúvidas que podem ser enviadas através de nosso portal, ou de nosso e-mail contato@xpoents.com.br ou pelo telefone: +55 82 3025.2408.

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn

LEIA TAMBÉM:

Importação de Fertilizantes sobe 81%
Importação de Fertilizantes Sobe 81% em Abril

Associação alega que foram compras de importação de fertilizantes feitas antes do conflito na Ucrânia. O Brasil importou em abril 3,24 milhões de toneladas de fertilizantes, o que representa um aumento de 81,5% sobre o volume registrado no mesmo mês de 2021.

Leia mais »
Fale com um de nossos consultores

Descubra como possuimos uma solução completa para a Gestão Tributária da sua empresa!

Sobre Cícero Costa
Cícero Costa é advogado tributarista, professor de direito tributário, especialista em direito tributário pelo Instituto Brasileiro de Estudos Tributários, com MBA em negociação e tributação internacional e palestrante. Sua atuação prática em mais de 15 anos de experiência fizeram de Cícero um dos maiores especialistas em precatórios e importação em Alagoas.
Descubra como reduzir seus custos na importação de forma 100% segura
Acesse agora nosso e-book e obtenha uma vantagem competitiva em meio aos seus concorrentes.
E-book grátis