fbpx

Importação de Eletrônicos: Reduza Já seus Custos

Saiba como lucrar nas importações de Eletrônicos e como isso pode te trazer melhores condições em suas operações.
Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Sumário

Sabemos que atualmente as buscas por eletrônicos vem tendo um grande avanço, e isso consequentemente atinge a importação desses produtos.

Diante do atual momento que vivemos, o setor de eletrônicos passou por altos e baixos, tendo em vista que a pandemia acarretada pelo Covid-19 nos pegou de surpresa.

O que, consequentemente, gerou uma grande instabilidade em todos os tipos de operações.

Por isso, nesse texto trouxemos todas as informações necessárias que você precisa para ter um destaque em suas operações de importações.

De modo que poderá evitar várias situações desagradáveis e, acima de tudo, mostrar que você pode ter um destaque em seu negócio.

Como está o atual setor?

Partindo do pressuposto que o setor de eletrônicos só vem crescendo cada vez mais, no período pandêmico isso só triplicou. O que ocasionou muita demanda aos produtos importados.

Essa evolução faz total sentido, tendo em vista que no período de quarentena, a maioria dos trabalhadores tiveram que adotar o home office. 

Sendo necessário montar uma estrutura para realizar seu respectivo trabalho. Entretanto, muitos não tinham computador ou notebook, por exemplo.

Haja vista que esse foi um dos motivos que ocasionou uma grande demanda de vendas desses eletrônicos.

O crescimento e a procura foi tão grande que todos esses produtos tiveram um aumento em seus valores.

O salto do comércio eletrônico iniciou no ano de 2020, e foi o maior já presenciado no país. De modo que esse crescimento não foi planejado e muito menos esperado.

Com isso, o faturamento da indústria eletrônica atingiu R$172,2 bilhões no ano de 2020.

Com a melhora da economia, o setor eletrônico poderá ter um crescimento a mais no ano de 2022.

Por ser um setor que está sempre em alta, é bom ficar atento a todas as exigências legais, para não ter surpresas futuras desagradáveis.

Eletrônicos

Crescimento no Setor Eletrônico

Com a alta demanda dos produtos eletrônicos, a produção desse setor cresceu 8,3% referente ao primeiro semestre de 2021.

Tal crescimento contou com o aumento de 13,2% da área elétrica bem como do acréscimo de 3,2% da área eletrônica, conforme IBGE.

Vale ainda ressaltar que a indústria eletrônica vem tendo altos crescimentos desde o ano de 2019. Entretanto, em fevereiro de 2020, no início da pandemia, teve uma grande queda.

Todavia, já no mês de julho de 2020,  o índice começou a ficar positivo com o retorno das atividades.

Por isso, a expectativa para o ano de 2022 é que os resultados continuem a ser favoráveis, apesar de ainda termos alguns  empecilhos como novas variantes do Covid-19.

Diante disso, podemos citar alguns dos produtos eletrônicos que tiveram um relevante desempenho, como:

  • As pilhas e baterias → +32,3%
  • Eletrodomésticos → +28,8%
  • Lâmpadas e outro equipamentos de iluminação → +15,6%
  • Equipamentos de comunicação → +27,0%
  • Bens de informática → +26,6%
  • Aparelhos de áudio e vídeo → +3,9%

Além do aumento da demanda desses produtos citados, ainda temos os que foram mais procurado no último ano, são eles:

  • Televisores → +248%
  • Tablets → +492%
  • Laptops → +666%
  • Video Games → +412%

Esses números comprovam que o setor de eletrônicos só tem a tendência de aumentar cada vez mais nos próximos anos.

Porém, se você é importador  de eletrônicos e deseja que sua empresa só traga bons resultados e se destaque cada vez mais no mercado, é de suma importância saber o caminho correto para o sucesso.

Como importar eletrônicos para o Brasil?

Para que o importador realize de maneira segura suas operações de importação de eletrônicos, deverá observar algumas exigências que o nosso país faz.

Visto que, apesar de alguns países apresentarem bons preços e serem mais atrativos aos olhos de quem deseja economizar, é importante saber calcular o valor dos impostos brasileiros, que irão incidir sobre os produtos importados.

Dessa forma, iremos agora apresentar como você pode calcular os impostos de importação e das taxas que são devidas.

Como calcular os impostos de importação?

Para calcular os impostos, é necessário ter em mente que a Receita Federal, na maioria dos casos, aplica taxas com valores padrão sobre os produtos importados, conforme a categoria do mesmo.

De forma exemplificada, os dispositivos de celulares com preços diferentes, normalmente recebem uma taxa “padrão” de até R$250,00 ao invés de 60% do seu valor total.

Dessa forma, não há como saber previamente qual desses valores irão incidir sobre cada produto, visto que, em algum caso, que é o mais provável, você receba esse valor “padrão”, e na pior das hipóteses, será taxado em 60% do valor, mais o ICMS.

Vale ressaltar que o valor da tributação não poderá ser superior a 60% do valor e nem ultrapassar a US$3.000,00.

Para que você não tenha surpresas futuras, é válido antes de mais nada, contar com a cobrança dos valores de alguma das taxas citadas.

Eletrônicos

Como acompanhar meus pagamentos de Importação?

Muitos dos importadores passam por situações desagradáveis, e uma delas é a cobrança indevida no processo de importação.

Caso você passe por isso um dia, é importante saber como recorrer a esses acontecimentos.

Se o importador estiver cadastrado no idCorreio, fica mais fácil de resolver esses eventuais problemas de cobranças indevidas.

Sendo a cobrança indevida verificada, será necessário preencher uma ficha no sistema, e fazer upload dos documentos como uma cópia da fatura do cartão.

Esse cadastro nos Correios tem como objetivo fazer com que o consumidor não realize um novo cadastro a cada importação, além de ter uma melhor segurança em suas operações.

Sendo assim, na plataforma de importação dos Correios, na aba de “Minhas Importações” você conseguirá visualizar a cobrança com todos os valores discriminados. Se você verificar que algum número está incorreto, pode solicitar uma revisão dos valores.

Essa plataforma dos Correios, ainda, traz a possibilidade de pagar o imposto de importação (ICMS) e outras taxas, sem a necessidade de ir em uma agência.

Após realizar e confirmar o pagamento, sua encomenda será liberada e entregue no endereço do destinatário, no prazo estabelecido pelos Correios.

Qual imposto e  taxa que deverei pagar na Importação?

O importador ao realizar suas operações, deve ficar atento a cobrança de imposto e das taxas que são devidas.

Sendo assim, na importação de Eletrônicos incide o ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadoria e Serviços), o qual depende muito do Estado do destinatário.

Eletrônicos

Brasil Zera Imposto de Importação para alguns itens Eletrônicos

Em maio de 19 de 2020, o Governo Federal, por meio da Resolução nº 48, zerou o imposto de importação referente a alguns produtos eletrônicos. Com duração até o dia 31 de dezembro de 2021.

Essa resolução incide sobre determinados eletrônicos, o qual terá o imposto de importação de Eletrônicos zerado. 

Dessa maneira, podemos destacar alguns dos itens:

  • NCM: 8541.30.19 Ex 002 – Semicondutores tipo “Tiristor”, de 740A em 2.200V, de montagem exclusiva no subconjunto de proteção a sobrecargas de energia em conversores de frequência de geração eólica de energia.
  • NCM: 8517.62.94 Ex 014 – Interfaces de comunicação para antenas RFID para uso industrial de frequências LF, HF e UHF, para conexão com até 4 antenas, para integração em redes industriais, com ou sem “display” de indicação.

Além dos itens selecionados na Resolução nº 48, há também a previsão de outros itens na Resolução nº 15, de 19 de Fevereiro de 2020 do Camex. O qual dispõe da mesma maneira sobre zerar os impostos de importação de Eletrônicos até o dia 31 de dezembro.

Sendo assim, destacamos alguns:

  • NCM: 8534.00.39 Ex 001 – Circuitos impressos flexíveis com duas camadas SMD extensão “barcode”.
  • NCM: 8531.20.00 Ex 025 – Displays gráficos, sem “touchscreen” com Resolução de 128 x 64 pixels, Interface serial e 20 vias, com dimensões externas de 70 x 43 mm.

Mas, apesar de ambas Resoluções terem sido publicadas em fevereiro e completadas em maio, estão chegando ao fim de sua vigência. De modo que te deixa um pouco inseguro em suas futuras operações a partir do ano de 2022.

Contudo, para sanar tais inseguranças e continuar a ter menores custos com os impostos de importação dos seus produtos eletrônicos, a melhor decisão a ser tomada é adotar um Benefício Fiscal.

Porque é importante adotar um Benefício Fiscal?

Adotar um Benefício Fiscal só trará melhores resultados em suas operações de importação de eletrônicos.

Tendo em vista que os benefícios fiscais visam a garantir uma grande redução nos impostos que incidem sobre os produtos importados.

Vamos para um caso prático, por exemplo: se você importar um iPad de 32 GB pelo valor de US$599, incluindo frete, e o dólar esteja estimado em R$2,02, o valor convertido ficará em R$1.209,98. 

Aplicando 60% sobre o valor aduaneiro, teremos, então, R$ 1.935,97. O que acaba sendo um valor exorbitante a ser pago por cada produto.

Esse é um dos motivos para você adotar um Benefício Fiscal.

Eletrônicos

O Estado de Alagoas nos traz a possibilidade de adotar o seu Benefício Fiscal, o qual além de ter plena segurança jurídica e uma base sólida, faz com que você reduza seus custos nas operações de importação de forma surpreendente.

Sendo assim, esse benefício garante ao importador uma redução de até 90% do ICMS  e de 20% do valor total das operações.

A consequência desses custos vai muito além do que você imagina.

Partindo do pressuposto que se você reduz os custos das operações de importação, acabará tendo melhores valores em seus produtos, o que acaba tendo maiores clientes e no fim, um bom retorno econômico.

Ademais, o importador terá ainda, um grande diferencial competitivo frente aos seus concorrentes, o que é ótimo resultado para quem quer se destacar no comércio exterior.

Por isso, não pense duas vezes em adotar o Benefício Fiscal de Alagoas, pois essa escolha só trará grandes resultados positivos.

Caso você ficou interessado em saber como o Benefício Fiscal de Alagoas funciona, clique aqui e fique por dentro de tudo.

Assim, se você ficou interessado em adotar o Benefício Fiscal de Alagoas e quer garantir segurança jurídica, entre em contato conosco. Nós da XPOENTS estamos ansiosos para responder todas as suas dúvidas que podem ser enviadas através de nosso portal, ou de nosso e-mail contato@xpoents.com.br ou pelo telefone: +55 82 3025.2408.

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn

LEIA TAMBÉM:

Fale com um de nossos consultores

Descubra como possuimos uma solução completa para a Gestão Tributária da sua empresa!

Sobre Cícero Costa
Cícero Costa é advogado tributarista, professor de direito tributário, especialista em direito tributário pelo Instituto Brasileiro de Estudos Tributários, com MBA em negociação e tributação internacional e palestrante. Sua atuação prática em mais de 15 anos de experiência fizeram de Cícero um dos maiores especialistas em precatórios e importação em Alagoas.
Descubra como reduzir seus custos na importação de forma 100% segura
Acesse agora nosso e-book e obtenha uma vantagem competitiva em meio aos seus concorrentes.
E-book grátis