fbpx

Tributos Representam Quase 40% do Valor dos Ovos de Páscoa, Mostra Levantamento

Vinhos, bacalhau e chocolates são os itens com os percentuais de impostos mais altos sobre o preço final dos produtos.
Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Originalmente Publicado em:. Tributos representam quase 40% do valor dos ovos de Páscoa, mostra levantamento | CNN Brasil

Os tradicionais ovos de chocolate de Páscoa carregam aproximadamente 40% de tributos na composição de seu preço final.

O valor é composto por diferentes taxas, impostos e contribuições. Se um ovo de chocolate custa R$ 100, por exemplo, cerca de R$ 40,00 vão para impostos.

O advogado tributarista Samir Nemer fez um levantamento que mostra que outros produtos também comercializados nesta época do ano apresentam uma carga tributária elevada que, em alguns casos, corresponde a mais da metade do valor pago pelo consumidor.

ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços), o IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) e o imposto sobre importação são os que mais pesam no valor desses itens.

“No caso do ovo de Páscoa o Pis corresponde a 1,65%, o Cofins 7,60%, ICMS 18% e o IPI 5%. Além disso 6,28% são referentes a taxas e alvarás de funcionamento. O que dá um total de 38,53%”, explica Samir.

Além dos ovos, os tributos vão do coelho de pelúcia ao bacalhau. O brinquedo, que pode ser um presente, ou usado na decoração, tem 29,92% em tributos. Já o vinho importado (69,73%), o vinho nacional (54,73%) e o bacalhau importado (43,78%), que costumam fazer parte do cardápio da Sexta-Feira Santa, aparecem entre os itens com maiores cargas de impostos.

“De tudo que o Brasil produz, 33,9% do PIB vai para o Governo. Este é o maior nível da série histórica, iniciada em 2010. A alta reflete o fim dos incentivos fiscais implementados na pandemia e a recuperação econômica”, explica.

Confira a tabela completa:

  • Vinho importado – 69,73%
  • Espumante nacional – 57,90%
  • Vinho nacional – 54,73%
  • Bacalhau importado – 43,78%
  • Chocolate – 39,61%
  • Colomba pascal – 38,68%
  • Ovo de páscoa – 38,53%
  • Bombom – 37,61%
  • Cartão de Páscoa – 37,48%
  • Almoço em restaurante – 32,30%
  • Coelho de pelúcia – 29,92%
  • Azeite – 22,57%
  • Batata – 18%

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn

LEIA TAMBÉM:

Fale com um de nossos consultores

Descubra como possuimos uma solução completa para a Gestão Tributária da sua empresa!

Sobre Cícero Costa
Cícero Costa é advogado tributarista, professor de direito tributário, especialista em direito tributário pelo Instituto Brasileiro de Estudos Tributários, com MBA em negociação e tributação internacional e palestrante. Sua atuação prática em mais de 15 anos de experiência fizeram de Cícero um dos maiores especialistas em precatórios e importação em Alagoas.
Descubra como reduzir seus custos na importação de forma 100% segura
Acesse agora nosso e-book e obtenha uma vantagem competitiva em meio aos seus concorrentes.
E-book grátis